Roteiros

Pontos de interesse

» Termas, localizadas em S. Pedro do Sul, são consideradas o maior Centro Termal da Península Ibérica que proporcionam serviços no âmbito do Bem Estar/SPA ( massagens de relaxamento, tratamentos cosméticos de rosto e corpo e tratamentos holísticos), e, no âmbito terapêutico e da fisioterapia. Águas sulfurosas que brotam a 68ºC , especialmente indicadas para a terapia de doenças reumatismais e do foro respiratório.  

» Monumentos Nacionais : Piscina D. Afonso Henriques/Piscina Romana, nas Termas de S. Pedro do Sul Igreja Matriz de Vouzela, em Vouzela; Museu Termal, nas Termas de S. Pedro Sul ; Museu Rural, em Carvalhais; Museu do Caramulo, no Caramulo; Aldeias Típicas: Fujaco, Covas do Monte, Pena , Gourim, Drave e Manhouce, no Maciço da Gralheira;                                                                                                                                   

Parques temáticos

» Ponte do Pego, na Lameira e, o Bioparque, servem para a prática de rappel, slide e paintball. Arvorismo, no Bioparque. Canoagem, no rio Vouga. Rafting, no rio Paiva. Canyoning, no rio Teixeira. Geocashing, territorial.

Locais para a prática de desporto

» Praias Fluviais de: Pouves, em S. Pedro do Sul, Nodar, em S. Martinho das Moitas, Vau /Areinho, em Canelas; Poço Azul e Poço Negro, lagoas naturais que proporcionam banhos , mergulho e canyoning, localizados em Sobrosa e Manhouce, respectivamente

Natureza

» Geopark, na Serra da Freita proporciona: Centro de Interpretação das Pedras Parideiras, Miradouro do Radar meteorológico do Norte, Geosítio da Garganta do Paiva, as Trilobites, as dobras, Frecha da Mizarela, 15 Percursos Pedestres, onde se inclui um miradouro à cota baixa - um passadiço de 8 Km, ao longo da margem esquerda do rio Paiva que acompanha as curvas, contracurvas e rápidos deste curso fluvial. Reserva Botânica de Cambarinho, em Campia, corresponde à maior mancha de Rododendros, no seu habitat natural.

» Percursos Pedestres, existem muitos e variados percursos, quer do ponto de vista de enquadramento paisagístico, quer ao nível da dificuldade. Enquanto se caminha é bom levar uns binóculos, vida é o que não falta por aqui.

Espaços internet

» Balneário Rainha D’ Amélia, nas Termas e Espaço internet em S. Pedro do Sul. Todos os bares e cafés proporcionam acesso WI-FI.

Eventos e festividades

» Festival da Água, em Julho, nas Termas. Festa da Laranja, em Valadares, em Maio. Romaria do S. Macário, na serra do mesmo nome, último fim- de- semana de Julho. Feira da Vitela de Lafões, em Manhouce e Vouzela, em Junho. Festival da broa, em Santa Cruz da Trapa, em Agosto. Festival da Doçaria, em Vouzela, decorre em Julho. Feira da Castanha e do Mel, em Macieira, no inicio de Novembro. Feira Franca, em Viseu, entre meados de Agosto e 21 de Setembro.

Vida noturna

» Bond’jau e a Casa da Quinta, nas Termas, Espaço Grémio e o Roquivários, em S. Pedro do Sul, o Bar da Ponte, em Vouzela e, a Animação Termal, todas as noites nas Termas de S. Pedro do Sul, entre Junho e Outubro.

Gastronomia

» A vitela à Lafões é um ex-libris. A não perder o cabrito e nacos grelhados, os rojões à beirã, o galo no forno e o arroz de miúdos. Para sobremesa, os caçoilinhos, os vouguinhas, os pastéis de Vouzela, o arroz doce de Manhouce, a aletria da Casa do Aidinho e o leite-creme de Baiões. Tudo isto, bem regado com Vinho de Lafões ou, Vinho do Dão

Natureza aventura
São Pedro do Sul

Em São Pedro do Sul, a natureza é rainha

Localizada no tecido urbano das Termas, a Pousada ocupa um lugar sobranceiro, proporcionando aos seus utentes, 20 quartos com varanda panorâmica. Uma arquitectura em socalcos, integrada no equilíbrio da paisagem. Gostamos de inovar, aceitamos a diferença e abraçamos a mudança. Os nossos valores são um guia de como tratamos os nossos clientes. Ambicionamos que esses valores proporcionem uma óptima estadia e recordações únicas. Com uma envolvência de serras, cortadas por vales profundos, onde correm rios de águas cristalinas, em que vales verdejantes contrastam com paisagens ásperas e nuas, em S. Pedro do Sul, a Natureza é, certamente, uma experiência a não perder. Não é o Paraíso, mas que parece, não há dúvida.

Roteiro

Águas termais, serras e vales profundos, rios de águas cristalinas, um geoparque e uns passadiços mágicos (os do Paiva). Que mais pedir?

É São Pedro do Sul que lhe dá nome, mas a Pousada de Juventude está situada a meia distância entre esta simpática cidade e Vouzela, numa posição altaneira que permite vistas privilegiadas para o verde envolvente.

Após uma noite embalada pelo cantar dos grilos e um pequeno-almoço reconfortante é hora de partir à descoberta. Em redor da Pousada, o “Trilho do Vouga” é um bom anfitrião para um primeiro contacto com a zona. Um banho relaxante e lá vem o almoço para repor as calorias gastas. Tens a "Padaria/Pastelaria D. Afonso Henriques", para uma refeição mais frugal ou, para uma refeição mais revigorante e com gastronomia regional, "O Telheiro da Ana" ou a "Adega do Ti Joaquim".

Se seguiste a segunda opção, então em seguida o melhor é fazeres mais um passeio, desta vez pela antiga linha do comboio, até ao Lenteiro do Rio, em S. Pedro do Sul (onde confluem os rios Sul e Vouga), ou até Vouzela (uma vila pitoresca e sossegada que te brinda com uma iguaria: os pastéis que levam o seu nome). Independentemente da opção que tomes, o percurso é fácil e tem cerca de três quilómetros.

Se o passeio matinal tiver sido já suficiente, parte então à descoberta de São Pedro do Sul. No Museu do Balneário Rainha D. Amélia tens à espera uma viagem pela evolução histórica dos tratamentos termais. Há aparelhos vários, banheiras, duches e até fardas!

Ainda neste capítulo histórico inclui-se a “Piscina de D. Afonso Henriques”, assim chamada por se pensar que o rei frequentou as termas para se curar, devido às propriedades das suas águas, a uma fratura provocada na Batalha de Badajoz.

Como vês, estas foram umas termas muito queridas dos monarcas portugueses (também D. Manuel I as frequentou). Mas a sua origem é bem anterior à nacionalidade. Têm origem romana e são, deste tempo, umas das mais bem conservadas em Portugal.

Mas além das ruínas, há termas mesmo e podes fazer uma massagem geral para te sentires renovado e te abrir o apetite para o lanche (saboreia um “vouguinha”!).

Na envolvência, o Maciço da Gralheira - constituído pelas serras de S. Macário, Arada e Freita - é uma caixinha de surpresas. Descobre as aldeias típicas da Pena, Drave, Gourim, Fujaco e Covas do Monte, os miradouros do S. Macário e Portal do Inferno, as zonas balneares, de águas muito límpidas e refrescantes, como Nodar, Poço Azul e Poço Negro.

Um dia, verás, sabe a pouco. Para saciar a fome, o restaurante “Salva Almas”, em Macieira, é uma boa opção, mas fazer um ‘pic-nic’ na serra, não é menos aprazível.
O Geoparque de Arouca, nas imediações de Manhouce, é um ‘top’. Fenómenos geológicos como as Pedras Parideiras, os Campos de Dobras, as Trilobites e a Frecha da Mizarela ficam para sempre gravados na memória.

Desfrutar dos Passadiços do Paiva, um percurso pedestre, com cerca de 8,7 quilómetros, suspenso na margem do Rio Paiva, é também algo de inesquecível. Vislumbram-se rápidos, cristais de quartzo e espécies em extinção na Europa.

Nesta ou noutra oportunidade, o Circuito da Penoita, em Vouzela, levar-te-á ao encontro da Serra do Caramulo. Curva à esquerda, curva à direita, sempre rodeados de verde e frondosa vegetação, chegamos a Ventosa. Aqui, o miradouro do Gamardo vai deliciar-te com uma bela paisagem sobre o vale do Rio Vouga.

Continuando encontras o Parque das Merendas da Penoita. É hora de parar e desfrutar do almoço, num espaço deslumbrante que consiste numa mancha de Carvalhos. Mais à frente, ainda, o Dólmen da Malhada de Cambarinho.

E por falarmos de Cambarinho, a Reserva Botânica constitui a maior mancha da Península Ibérica de ‘Rhododendron Ponticum L, SSP Baeticum’, vulgo loendros, no seu habitat natural. Na época da floração, entre Maio e Julho, esta bacia hidrográfica fica coberta por uma mancha de arbustos de um verde carregado, com flores púrpuras. Um regalo para quem vê.

Na vertente sul da Serra do Caramulo, a uma altitude superior a 1000 metros, encontramos Fornelo do Monte, freguesia que nos proporciona o contacto com aldeias tipicamente beirãs, com destaque para Adsamo e Covas.

Tomando a E.M. 1308, como guia, entramos nos domínios da Senhora do Castelo. Terminamos com a subida ao Monte do Castelo e repousamos o olhar sobre a envolvência.

Mas não ficamos por aqui. Há muito mais a descobrir. Agenda, contacta a Pousada, mune-te de roupa e calçado confortável e parte nesta aventura connosco.

Pousada de Juventude de São Pedro do Sul
Preço por pessoa/noite: a partir de €11, com pequeno-almoço incluído

(*) Este artigo foi escrito no âmbito da parceria entre o Jornalíssimo e as Pousadas de Juventude. 

Reserva já

Visitar Pousada

Subscreve a newsletter das Pousadas de Juventude!

Fica a saber tudo o que aconteceu, está a acontecer e vai acontecer num futuro próximo. Eventos, campanhas, borlas, passatempos, notícias de última hora... tudo e mais alguma coisa na newsletter das TUAS Pousadas de Juventude

Contacta-nos